Uma coletânea de frases dos Papas sobre Chiara Lubich e seu carisma

Os últimos quatro papas demonstraram grande apreço pelo carisma da unidade (que norteia o trabalho da Cidade Nova) e sua atuação em diversas partes do mundo. Confira o que eles já disseram.

por Cibele Lana   publicado às 00:00 de 11/02/2020, modificado às 14:38 de 11/02/2020

Se você já acompanha o trabalho da Cidade Nova sabe que a nossa editora nasceu da inspiração de um carisma, o carisma da Unidade, difundido por Chiara Lubich, fundadora do Movimento dos Focolares.

Com origem na Igreja Católica, o carisma, no entanto, construiu pontes de diálogo e de relacionamento com outras igrejas cristãs, com outras religiões e também pessoas sem um referencial religioso.

Nessa semana, por ocasião de um encontro de bispos amigos do Movimento dos Focolares em Trento, na Itália, o Papa Francisco escreveu uma mensagem a todos eles sobre o carisma de Chiara Lubich.

Na verdade, os últimos quatro papas demonstraram grande apreço pelo movimento e sua atuação (que inclui o trabalho da nossa editora pela difusão da fraternidade) em diversas partes do mundo, desde Paulo VI, que viu o Movimento nascer e foi quem entendeu o carisma da unidade concedendo sua aprovação, até o Papa Francisco, que recentemente visitou uma das cidadezinhas do Movimento e reforçou sua confiança em uma fidelidade criativa à Igreja.

Confira abaixo algumas mensagens dos Papas sobre o carisma da unidade.

Paulo VI – sem conhecimento de data (trecho extraído do documentário Essere Fuoco.

“E nós sabemos que dois princípios inspiram o Movimento (dos Focolares): a unidade e o fogo, focolare. Portanto, desejamos que vocês possam ser dignos de servir, de representar, de promover esses ideais. E que levem, com a caridade do Senhor em vós, a graça do Senhor e a promessa das suas recompensas”.

Paulo VI em 1964

 “Assim como a senhora (Chiara Lubich) iniciou um diálogo com os cristãos não católicos, inicie também com aqueles que não professam nenhuma fé”.

João Paulo II em 1981

"A espiritualidade de vocês é aberta, positiva, otimista, conquistadora. Vocês conquistaram até o Papa. Desejo que a Igreja seja vocês."

 

João Paulo II II em 1983

"Muitas vezes, quando estou triste me vem em mente: focolarinos! E me sinto consolado. Uma grande consolação."

João Paulo II em 1984

"Esta é a centelha inspiradora de tudo aquilo que se faz com o nome de focolares. De tudo aquilo que vocês são. Na história da Igreja existiram tantos radicalismos do amor. Vocês têm um radicalismo do amor, de vocês, de Chiara. O amor abre caminhos. Gostaria que esse caminho se abrisse cada vez mais na Igreja graças aos seus esforços."

 

João Paulo II em 1994

A missão da Igreja se realiza por meio das famílias. E vocês, caríssimos focolarinos, acertaram em cheio graças ao gênio feminino de Chiara, e de vocês!

João Paulo II em 2002

"De modo particular, estimo a Obra de Maria (nome oficial dos Focolares) pela sua válida contribuição que oferece na procura da sua finalidade específica, ou seja, a promoção da comunhão mediante o encorajamento e a prática do diálogo, quer no interior da Igreja católica, quer com as outras Igrejas e Comunidades eclesiais, quer também com as diversas religiões e com os não-crentes."

 

Veja mais mensagens do Papa João Paulo II ao Movimento dos Focolares e seu relacionamento com Chiara Lubich aqui. 

Bento XVI em 2007

"Com efeito, o vosso é um compromisso de evangelização silencioso e profundo, que visa dar testemunho do modo como a unidade familiar, dom de Deus-Amor, pode fazer da família um verdadeiro ninho de amor, um lar acolhedor da vida e uma escola de virtudes e de valores cristãos para os filhos. Diante dos numerosos desafios sociais e económicos, culturais e religiosos que a sociedade contemporânea deve enfrentar em todas as regiões do mundo, a vossa obra, verdadeiramente providencial, constitui um sinal de esperança e um encorajamento pelas famílias cristãs a ser “espaço” privilegiado em que se proclame na vida de todos os dias, e também com muitas dificuldades, a beleza do facto de pôr no centro Jesus Cristo e de seguir fielmente o seu Evangelho."

 

Bento XVI em 2008

"Há muitos motivos para dar graças ao Senhor pelo dom que fez à Igreja nesta mulher de fé intrépida, mansa mensageira de esperança e de paz, fundadora de uma grande família espiritual que abraça campos múltiplos de evangelização. Sobretudo quero dar graças a Deus pelo serviço que a Chiara ofereceu à Igreja: um serviço silencioso e incisivo, sempre em sintonia com o magistério da Igreja: «Os Papas -- dizia sempre nos compreenderam». Isso porque a Chiara e a Obra de Maria sempre procuraram responder com dócil fidelidade a cada um de seus chamados e desejos."

 

Papa Francisco em 2018

 

“Loppiano cidade aberta, Loppiano cidade em saída. Em Loppiano não existem periferias”,

 

Papa Francisco em 2020

“O carisma da unidade de Chiara Lubich é uma dessas graças do nosso tempo, que experimenta uma mudança histórica e pede uma reforma espiritual e pastoral simples e radical, que leve a Igreja à fonte sempre nova e atual do Evangelho de Jesus".

 

A Cidade Nova tem uma publicação muito especial sobre João Paulo II.  Ao Lado de Jõao Paulo II reúne entrevistas de quem viveu e trabalhou a seu lado, deixando transparecer os traços marcantes de um grande líder e episódios do seu cotidiano, revelando um homem culto, inteligente, afetuoso, humilde, místico, bem-humorado e atentíssimo aos problemas do ser humano, dos povos e do Planeta.

 

O livro também está disponível em e-book na Amazon. 

Tags:

Chiara Lubich, Focolares, papa Francisco, João Paulo II, unidade, bento xvi, paulo VI

Confira também

Cidade InspiraReligião / Espiritualidade
RevistaReligião / Espiritualidade
RevistaEspiritualidade / Mov. Focolare